Maranhãozinho e Presidente Médici serão investigados pela CGU

As contas das prefeituras de Presidente Médici e Maranhãozinho passarão por auditorias da Controladoria Geral da União (CGU). A ação faz parte da 40ª edição do Programa de Fiscalização que sorteou ontem (2), em Brasília, 60 cidades que serão supervisionadas quanto à aplicação de recursos repassados pela União para a execução descentralizada de programas federais.

De acordo com a CGU, o programa usa o mesmo sistema de sorteio das loterias da Caixa Econômica Federal para definir, de forma isenta, as áreas municipais e estaduais a serem fiscalizadas quanto ao correto uso dos recursos públicos federais.

Maranhãozinho, um dos municípios que terão as contas auditadas pela CGU, foi comandando pelo deputado Josimar Cunha Rodrigues (PR). É bem provável que os auditores do órgão de fiscalização possam descobrir os mistérios por trás da votação do ‘espoca urna’ que obteve 99.252 votos nas eleições de outubro passado.

Municípios com menos de 20 mil habitantes, como é o caso de Presidente Médici e Maranhãozinho, serão fiscalizados em todas as áreas de aplicação de recursos federais.

São 60 municípios por sorteio e aqueles que apresentam mais 100 mil habitantes serão investigados nas áreas de Agricultura, Assistência Social, Comércio, Cultura e Serviços.

4 Comentários

Deixe o seu comentário