Condenação no TCE pode deixar prefeita de Presidente Médici inelegível

image1101Um processo sobre tomada de Contas Anual de Gestores do Fundo Municipal de Saúde – FMS de Presidente Médici, de responsabilidade do ex-prefeito, Antônio Rodrigues Pinho, e da então secretária, Gracielia Holanda de Oliveira [atual prefeita da cidade], relativa ao exercício financeiro de 2007, em tese, pode deixar os dois inelegíveis.

No dia 15 de janeiro do ano passado, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, condenou tanto o ex-prefeito quanto a então secretária de saúde que é atual prefeita do município, em razão de prática de ato de gestão ilegal, ilegítimo ou antieconômico, ou infração à norma legal e regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial, conforme demonstrado nos itens seguintes.

Por conta das irregularidades, os dois foram condenados ao pagamento de multas no montante de R$ 8.000,00 (oito mil reais). Nos próximos dias o BLOG vai trazer mais detalhes desse  processo que apura na gestão Gracielia à frente da Secretaria de Saúde. Aguardem!

3 Comentários

  • erasmo carlos

    28 de abril de 2015 10:22:59

    eu msm nau acredito, mas nau acredito msm ,, nunca na vida esse povo tem a sentença que merece mas nunca msm, agora se fosse um ladrão de galinha como diz u ditado popula air sim esse paga pelo que Roubou, e ainda paga pelo que ainda ia Roubar

Deixe o seu comentário