• 19 de outubro de 2016
  • 0

MP deve investigar ‘farra das diarias’ na Alema

humbert

Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, o ultimo coronel do sertão

O Sindsalem requereu ao Ministério Público (MP-MA) providências no sentido de investigar a “farra de diárias” na Alema. Em sua representação, o Sindicato narrou uma série de operações suspeitas, que garantiram a apenas nove servidores aproximadamente R$ 129 mil em diárias, sendo a maioria para deslocamento à cidade de Caxias, reduto eleitoral do presidente da Alema, deputado Humberto Coutinho.

Para demonstrar os absurdos referentes à concessão de diárias, o Sindsalem destacou alguns casos, como o do servidor Jean Rodrigues Alves Costa, que ganha remuneração de R$ 17.504,69 e recebeu R$ 33.075,00 de diárias referentes à 30 viagens. Vale destacar que esse servidor era assessor da ex-deputada Cleide Coutinho, esposa do Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Outro caso absurdo é o do servidor Leonel Mesquita Costa, que recebeu entre 2015 e 2016, R$ 8 mil em diárias, dentre as quais para viagem ao Rio de Janeiro, sem qualquer vínculo com suas atividades e com o interesse público. Para piorar, o próprio servidor propala entre os colegas que não há nada demais em receber diárias para tratar de interesse particular.

Diante de tais relatos, o Sindsalem pleiteiou, também, caso comprovadas as ilicitudes, o ressarcimento aos cofres públicos dos valores recebidos irregularmente pelos servidores, bem como a responsabilização de todos os envolvidos no “esquema” por ato de improbidade administrativa.

Como forma de evitar futuros desvios, o Sindsalem solicitou, ainda, que o Ministério Público celebre um Termo de Ajustamento de Conduta com a Alema, que submeta a concessão de diárias a regras seguras e, sobretudo, vinculadas ao interesse público.

Deixe o seu comentário