• 7 de novembro de 2016
  • 0

Corregedoria de Justiça apoia investigação sobre esquema de precatórios fantasmas

Corregedora Anildes Cruz recebeu em reunião a juíza Cristiana Ferraz.

Corregedora Anildes Cruz recebeu em reunião a juíza Cristiana Ferraz.

A corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz, refirmou na manhã desta segunda-feira (07), sua confiança na juíza auxiliar de entrância final, Cristiana Ferraz, que responde atualmente pela 8ª Vara Criminal de São Luís, para que investigue a organização criminosa que causou um prejuízo de R$ 410 milhões aos cofres públicos, por meio de fraude em concessão de isenções fiscais feitas pela Secretaria de Estado da Fazenda a empresas.

VEJA TAMBÉM:
Prejuízos inviabilizam saúde e educação, diz promotor sobre organização que atuava na Sefaz
Promotor diz que Marcos Lobo agiu com ‘deslealdade’ ao dar suporte jurídico à Máfia Fiscal
Organograma detalha funcionamento do esquema de precatórios ilegais para compensações fiscais

A denúncia contra foi apresentada à justiça pelo Ministério Público Estadual (MPMA). Na última sexta-feira, dia 4 de novembro, a magistrada Cristiana Ferraz proferiu decisão recebendo a denúncia oferecida pelo representante do MPMA, e que originou a ação penal n.º 19880-63.22016.

Durante a reunião em seu gabinete, Anildes ressaltou que a independência e convicção dos juízes em suas decisões devem ser respeitadas.

Os juízes auxiliares da Corregedoria, José Américo Abreu (Segurança Institucional), Rosária Duarte (Serventias Judiciais) e Sara Gama (Serventias Extrajudiciais), também participaram do encontro.

Deixe o seu comentário