• 7 de novembro de 2016
  • 0

Prejuízos inviabilizam saúde e educação, diz promotor sobre Máfia Fiscal

O promotor de justiça Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, responsável denúncia oferecida à justiça contra a organização criminosa que causou um prejuízo de R$ 410 milhões aos cofres públicos, por meio de fraude em concessão de isenções fiscais feitas pela Secretaria de Estado da Fazenda (Seaz) a empresas, declarou nesse sábado (05), em entrevista ao programa Estação Ministério Público, na Rádio Jovem Pan News São Luís AM (1340 Khz), que os prejuízos causados pelo esquema de corrupção descoberto na Sefaz inviabilizaram a saúde e educação afetando diretamente as pessoas que precisam dos investimentos.

Na entrevista, o membro do Ministério Público do Maranhão (MPMA) explicou os detalhes referentes à denúncia e afirmou que a ação resultou de uma investigação que durou onze meses e foi possível graças a uma atuação conjunta entre o MPMA, Sefaz, Procuradoria Geral do Estado e Secretaria de Transparência e Controle.

Ouça a entrevista na íntegra:

 

Deixe o seu comentário