• 20 de dezembro de 2016
  • 0

Vereador ‘infiel’ quer comandar Câmara de Bacabeira

O problema é que o baixo poder de articulação vem gerando insegurança no grupo que ele apoiou na eleição.

Vereador é infiel ao grupo, mas quer comandar Câmara

Infiel ao grupo quer comandar Câmara

Membros do grupo que será situação a partir do ano que vem em Bacabeira já não escondem a preocupação com o baixo poder de articulação do vereador Tchabal (PROS), candidato do futuro governo na disputa pela presidência da Câmara Municipal.

Além do baixo poder de articulação, Tchabal é considerando um parlamentar infiel que é visto sempre com desconfiança. Na campanha, ele que é filiado ao PROS, estava na coligação do PCdoB e depois saiu para apoiar o grupo do PMN que tinha como candidata a prefeita eleita, Fernanda. Como traiu uma vez, se virar presidente da Câmara, ele tem tudo para trair outra vez.

Fontes do blog afirmam que depois que Tchabal resolveu ensaiar sua candidatura para a Presidência do Parlamento Bacabeirense o grupo vem perdendo força. O vereador do PROS não tem apoio de nem um dos dois grupos. Tanto que do lado de Alan Linhares, o candidato Romualdo Oliveira (DEM) tem o apoio de sete vereadores e do lado da Fernanda a vereadora Kellyane (PMB) resiste em apoiar o nome de Tchabal.

Além disso, por compromissos externos, os principais líderes do grupo da prefeita eleita também não estariam empenhados na campanha como era de se esperar, o que causa ainda mais confiança para os que não querem deixar o comando da Casa de leis. Enquanto Tchabal bate cabeça, o ex-prefeito José Reinaldo Calvet começa uma articulação nos bastidores em busca de apoios para a candidatura da filha.

Leia mais notícias em blogdoantoniomartins.com e siga nossa página no Facebook. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por WhatsApp pelo telefone (98) 99158 6766.

Deixe o seu comentário