• 14 de Maio de 2015
  • 0

Gestão Thalita Laci deixa estragar quase 2 mil doses de vacinas na Raposa

Prefeito Clodomir também responsabiliza antecessora por sumir com documentos, televisão e computadores.

O prefeito Clodomir Oliveira dos Santos (PRTB) reassumiu a Prefeitura da Raposa, no final da tarde de terça-feira (12) e, constatou uma série de irregularidades deixadas pela inexperiente Thalita Laci (PCdoB), que em poucos meses de gestão, conseguiu agravar drasticamente a situação administrativa da cidade que já estava extremamente delicada.

Para constatar as irregularidades, uma comissão formada por secretários municipais, vereadores e outras autoridades, realizaram um levantamento sobre as condições em que as Secretarias foram deixadas pela desastrosa prefeita ‘tapetão’.

Um dos graves problemas que foram detectados atinge diretamente a saúde da população raposense. Segundo foi constatado, o desligamento da geladeira do Posto de Saúde do bairro Inhaúma resultou no descarte de 1.610 doses de vacinas que combateriam gripe, rotavírus, H1N1, varicela e dentre outras. A atual gestão não descarta acionar as Polícias Civil, Militar e Federal para investigar se o desligamento ocorreu por sabotagem ou vandalismo.

A diretora do Posto de Saúde, Paulina da Silva Pereira, relatou que ao abrir as portas da Unidade de Saúde, onde a maior parte das vacinas do município ficam armazenadas, acabou tendo uma crise de choro ao se deparar com as geladeiras desligadas.

“O prefeito Clodomir já foi informado e já está tomando providências para resolver em caráter de urgência o problema causado com a perda das vacinas”, disse Paulina afirmando, inclusive, que a quantidade de vacinas estragadas supriria as necessidades do município por aproximadamente 40 dias.

Além das vacinas estragadas, outros problemas deixaram a diretora do Posto perplexa, como, por exemplo, o estado das ferramentas e utensílios usados durante os procedimentos de curativos. Todos sujos e enferrujados, colocando em risco a saúde das pessoas que fizeram curativos durante a gestão Talita Laci.

Estas e outras irregularidades foram vistoriadas por uma equipe do Ministério Público, que registrou todos os problemas deixados pela antiga gestão.

O Ministério Público, representado pelo promotor de Justiça Reinaldo Campos, deve nos próximos dias acionar a ex-prefeita Talita Laci por conta do descaso com o setor da saúde pública da Raposa.

VACINAS ESTRAGADAS
100 doses de BCH, 100 doses para febre amarela, 30 doses para rota vírus, 400 dozes de tríplece viral, 30 dozes de tetra viral, 40 dozes de DTPA, 200 doses de penta, 10 doses de antirrábica, 100 de pneumonia, 100 doses de meningite, 70 doses de HPV, 60 doses para hepatite A, 80 doses de vipe, 100 doses de hepatite (B), 100 doses de DTP e 150 para tétano, estavam acondicionadas em geladeiras da unidade de saúde.

E MAIS:
Horas antes de sair o resultado com a decisão do TSE, dois ônibus escolares foram estacionados em frente à sede da Prefeitura do município, estrategicamente para que ninguém conseguisse observar a retirada de documentos, computadores, aparelhos eletrônicos e outros objetos que misteriosamente foram subtraídos do patrimônio público municipal.

Deixe o seu comentário