• 28 de Fevereiro de 2015
  • 0

Homem vai sacar benefício e descobre que outra pessoa retirou seu dinheiro

O auxiliar administrativo David Pereira teve uma surpresa quando foi sacar o benefício de seguro-desemprego ao qual tinha direito. Ao chegar no caixa do banco, descobriu que outra pessoa se passou por ele e sacou R$ 2.608,00 referentes ao benefício.

O auxiliar administrativo David Pereira descobriu que sacaram R$ 2.608,00 referentes ao benefício de seguro-desemprego ao qual ele tinha direito.

O auxiliar administrativo David Pereira descobriu que sacaram R$ 2.608,00 referentes ao benefício de seguro-desemprego ao qual ele tinha direito.

“Tem o meu nome, o nome da minha mãe, todos os documentos tão corretos. Só que o que está diferente aqui é o endereço, que está de Goiás. Nunca fui lá”, conta a vítima.

O superintendente do Trabalho Sílvio Pinheiro diz que o caso de David será investigado e que, agora, ele pode ter que esperar até seis meses para receber o dinheiro. “Geralmente esses processos demoram. Há casos que podem demorar até seis meses”, avisa. “Para quem está desempregado, é complicado. Ainda mais com as coisas muito difíceis hoje”, rebate a vítima.

VEJA TAMBÉM:
Na Raposa, Colônia ‘ressuscita’ pescador morto para assinar documento

A Superintendência do Trabalho reconhece que vários trabalhadores já foram vítimas do golpe. “Procure nosso setor competente que é o Núcleo de Seguro-desemprego e abono salarial, para que essa informação nos seja dada, para que gente constitua, forme um processo, apontando esta fraude e para que a gente encaminhe para a instância superior em Brasília para que seja feita uma análise, uma apuração da situação”, diz o superintendente.

Em São Luís, a Superintendência do Trabalho e Emprego fica na Avenida Jerônimo de Albuquerque, na Cohab. O telefone para contato é (98) 3213-1950.

OPERAÇÃO DA PF
Desde o mês de janeiro, a Polícia Federal tenta desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar mais de R$ 15 milhões dos cofres públicos. A ação que conta com o apoio do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), investiga um esquema para fraudar o benefício do seguro-desemprego no Maranhão. Segundo a PF, uma quadrilha com ramificações em vários estados estaria sacando o benefício no lugar dos trabalhadores.

Deixe o seu comentário