• 18 de Fevereiro de 2015
  • 0

Metade dos deputados na Assembleia tem parentesco com políticos

Repetida a exaustão na campanha eleitoral, a necessidade de mudança na política se traduziu em renovação apenas da metade dos parlamentares da Assembléia Legislativa do Maranhão, que comemorou, na última segunda-feira (16), seus 180 anos de instalação. Dos 42 que tomaram posse no início do mês, 21 têm algum grau de parentesco com outros políticos.

Glaubert, ao lado do pai, Edmar e do irmão Gil. Blog vai revelar como ele fez para ‘espocar a urna’. Os detalhes envolvem políticos que conseguiram ‘limpar’ suas fichas no TCE.

Como ‘homenagem’ ao Dia do Poder Legislativo do Estado, o blog realizou um levantamento e constatou um aspecto da política brasileira no Palácio Manoel Beckham: o laço familiar.

Na sociedade atual é muito comum ver os filhos de profissionais liberais como médicos, advogados, jornalistas, engenheiros, exercerem a mesma profissão dos pais, por vários motivos, que variam desde admiração pela figura do ente querido até mesmo a manutenção dos negócios da família. Na política a cena tem se repetido. A tradição vem dos berços coloniais, quando desde o Brasil Colônia, as terras do país eram repartidas em capitanias hereditárias, cujo poderio era repassado de pai para filho, como sugerido pelo próprio nome. Posteriormente, com o advento do Brasil Império, a hereditariedade do poder também perdurou por anos e, somente com a proclamação da República, a obrigação de herdar o legado político dos pais se desfazia, ou pelo menos parecia se desfazer.

De uma só vez, Ricardo Murad conseguiu eleger a filha, Andrea e o genro, Sousa Neto. Agora, sem a ajuda da máquina, o ex-secretário terá uma difícil missão de reeleger os dois.

De uma só vez, Ricardo Murad conseguiu eleger a filha, Andrea e o genro, Sousa Neto. Agora, sem a ajuda da máquina, o ex-secretário terá uma difícil missão de reeleger os dois.

No caso da Assembléia, o levantamento revela que a maioria cresceu vendo os pais em campanhas eleitorais, gabinetes e votações. Agora, assumem os mesmos passos para manter a família na política e desempenhar uma boa atuação na Casa Legislativa. Sobrenome conhecido eles já têm e, contam com isso, para desenvolver um bom mandato de deputado. É o caso de Andrea Murad (PMDB), Neto Evangelista (PSDB), Vinicius Louro (PR), Nina Melo (PMDB) e Adriano Sarney, filhos dos ex-deputados estaduais Ricardo Murad (PMDB), João Evangelista (PSDB), Raimundo Louro (PR), Arnaldo Melo (PMDB) e do deputado federal, Sarney Filho (PV), respectivamente.

Além deles, o plenário da AL será composto também pelo pai do prefeito da capital maranhense, Edvaldo Holanda Júnior (PTC), deputado Edivaldo Holanda, tradicional político maranhense que retorna a Casa depois de várias passagens pelo legislativo estadual.

Levi herdou o legado do ex-deputado Pontes de Aguiar

Outro exemplo da ‘política de pai pra filho’ é o deputado Levi Pontes (SD), herdeiro do ex deputado Antônio Pontes de Aguiar. Estreante na política, Levi é um dos novatos com maior bagagem para representar a cidade de Chapadinha e adjacências.

Nascido em São Luís, o empresário Glalbert Nascimento Cutrim, do PRB, estreou em eleições do ano passado e se tornou o 2º deputado mais votado do Maranhão com quase 86 mil votos. A votação expressiva para um “desconhecido” se justifica, pelas polemicas decisões de políticos ‘fichas sujas’ [depois o blog revela os detalhes] tomadas pelo pai, Edmar Cutrim, conselheiro do TCE e ex-presidente da Corte de Contas. O estreante também também contou com a ajuda do irmão Gil Cutrim que é prefeito de São José de Ribamar.

NOVAS CARAS DA VELHA ASSEMBLEIA

1. Andrea Murad – filha do ex-deputado Ricardo Murad
2. Adriano Sarney – filho do deputado federal Sarney Filho.
3. Edivaldo Holanda – pai do prefeito Edivaldo Júnior
4. Junior Verde – irmão do deputado federal Cleber Verde
5. Humberto Coutinho – esposo da ex-deputada Cleide e tio do prefeito de Caxias, Léo
6. Nina Melo – filha do ex-deputado Arnaldo Melo
7. Fábio Macedo – irmão do prefeito de Dom Pedro, Hernando
8. Francisca Primo – esposa do ex-prefeito de Buriticupu, Antônio Marcos, o ‘Primo’.
9. Sousa Neto – Genro do ex-deputado Ricardo Murad
10. Rogério Cafeteira – afilhado do ex-senador Epitácio Cafeteira
11. Vinicius Louro – filho do ex-deputado Raimundo Louro
12. Rigo Teles – filho do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim
13. Neto Evangelista – filho do saudoso ex-deputado João Evangelista e genro da prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge
14. Valéria Macedo – irmã do ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, atual suplente de deputado federal.
15. Eduardo Braide – filho do ex-deputado estadual Carlos Braide.
16. Ricardo Rios – filho da prefeita de Vitória do Mearim, Dóris, e do ex-prefeito Reginaldo Rios e sobrinho do prefeito de Turiaçu, Umbelino.
17. Paulo Neto – marido da prefeita de Mata Roma, Carmem Neto
18. Dr. Levi Pontes – filho do ex-deputado Pontes de Aguiar
19. Glalbert Cutrim – filho do ex-presidente do TCE, Edmar e irmão do prefeito de São José de Ribamar, Gil.
20. Ana do Gás – esposa do prefeito de Santo Antônio dos Lopes, Eulelio Mendonça
21. Graça Paz – esposa do ex-deputado Clodomir Paz.

Deixe o seu comentário