Escola pega fogo na cidade de Pastos bons

  • 25 de Maio de 2015
  • 0

Pegou fogo nesta uma escola na cidade de Pastos Bons á 48 quilômetros de São João dos Patos. Dentro da escola haviam muitos equipamentos como, computadores, aparelho de televisão, notebook e outros.

A princípio não há suspeita de que o incêndio tenha sido criminoso já que as portas não foram arrombadas e nada foi roubado.

Segundo a polícia apenas a secretaria da instituição ficou ferimentos leves, mas passa bem.escola1
escola 2escola 3

Exigência de crachás para advogados no Fórum gera bate-boca na internet

Exigência de cartão de acesso ao Fórum gera bate-boca entre advogados

A exigência da utilização dos crachás de identificação para advogados na entrada do Fórum Desembargador Sarney Costa, tem gerado muita polêmica. Na última quinta-feira (21), o advogado Mozart Baldez, publicou no Facebook uma crítica contra a medida do Tribunal de Justiça do Maranhão que estaria, segundo ele, sendo compactuada pela direção da Seccional Maranhão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA).

De acordo com o advogado Mozart Baldez, o procedimento de ‘segurança’ implantado pelo TJ/MA além de gerar despesa vai dificultar o acesso dos colegas às dependências da Justiça.

— Caso o advogado não use o crachá tem obrigatoriamente que enfrentar diariamente as imensas filas como já dito. Mas o crachá importa em mais uma despesa para o advogado. Custa R$ 40,00 (quarenta reais) a ser recolhido na OAB. Não se sabe por que motivo a identidade do advogado não foi utilizada para o acesso sem custo. Mas o que eu quero na verdade aqui é denunciar o pouco caso que a direção da OAB/MA está fazendo com a questão do acesso — afirmou.

O comentário do jusrista não ficou sem resposta. Mário de Andrade Macieira, presidente da OAB/MA, atacou duramente Baldez em carta aos advogados maranhenses publicada no site da entidade.

— Criticam nossa gestão dizendo que OAB aceita o uso dos cartões (crachás) de identificação e que não fomos ao CNJ. Mas essa crítica omite o fato de que no Julgamento do RMS 11012/MT o STJ decidiu: “Não constitui prática de ato ilegal ou abusivo e incompetente, a emissão de Circular pela Presidência de Tribunal local que determine o uso obrigatório de crachá pelas pessoas que circularem em suas dependências. Tal medida não tolhe nem limita o exercício da advocacia, porém, visa a garantir a segurança e, até mesmo, facilitar o atendimento das respectivas prioridades — rebateu Macieira em um dos trechos do documento.

.
Intencionalmente ou não, o questionamento do advogado Mozart Baldez é um dos assuntos mais comentados no meio jurídico, inclusive, se transformou num verdadeiro bate-boca nas redes sociais. O que se viu durante a semana foi a discussão que segue abaixo.

baldez1

baldez2

baldez3

baldez4

baldez5

PM é morto em tiroteio em Panaquatira

Max Miller

O policial militar Max Muller, lotado no 6º Batalhão, na Cidade Operária, morreu ao reagir a um assalto na praia da Ponta Verde, em Panaquatira, na noite de sábado.

99naquatira.-01

local onde ocorreu

Pelas informações, o PM participava de uma festa com amigos em uma casa de praia quando o grupo foi surpreendido por cerca de dez assaltantes encapuzados, por volta de 21h30. Percebendo que se tratava de um assalto, o PM sacou a pistola e reagiu, disparando contra os assaltantes.

Max Miller, um amigo e um dos assaltantes morreram no local. Uma mulher identificada com Ananda Brasil Nunes foi atingida por vários tiros, foi socorrida, mas morreu no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II. Ananda seria filha de um coronel da PM.

Um outro homem está na UTI, em estado grave. Ele teria sido atingido por cerca de oito tiros e teria sido identificado como Alisson Fontineli, residente no Ipem/São Cristóvão. Um outro participante da festa também foi baleado, mas já foi liberado.

Um grande contingente de policiais continua em diligências para localizar os assaltantes. O serviço de inteligência da PM já teria informações sobre integrantes do grupo que vem realizando assaltos a residência e sítios em São José de Ribamar.

A casa foi invadida por seis criminosos. Três entraram pelos fundos e três pela parte da frente. O militar, um assaltante e o empresário de uma banda, conhecido como ‘Cachorrão’, morreram no local.

Ao perceberem que o comparsa estava morto, os outros assaltantes dispararam contras as pessoas que estavam na casa.Ananda Brasil Nunes e outro ferido no tiroteio morreram no Socorrão II.morte

O assaltante morto era morador de São José de Ribamar.

Os corpos foram removidos do local para o IML há poucos instantes.

Tarado que estuprou bebê é estuprado por 20 homens na prisão

  • 23 de Maio de 2015
  • 0

Tarado-estuprado-O tarado e professor de jiu-jitsu Daryell Dickson Menezes Xavier, de 25 anos, que espancou e estuprou o enteado no fim de março em Taguatinga, cidade satélite de Brasília, provou do próprio veneno.

Segundo informações extra-oficiais, o lutador teria sido estuprado dentro da cela onde está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP). Informações dão conta de que ao chegar ao CDP ele disse que era professor de Jiu Jitsu e que se caso alguém fizesse graça poderia se dar muito mal. Mas cerca de 20 presos resolveram dar uma lição no lutador. Eles seguraram o rapaz e o estupraram na cela.

Após ocorrido, Daryell foi levado para o Hospital de Base de Brasília onde passou por uma cirurgia. Uma foto publicada na internet mostra o rapaz no hospital.
O CASO

O lutador de jiu-jitsu é suspeito de abusar sexualmente e causar a morte de um bebê de um ano e 11 meses por traumatismo craniano. O homem era padrasto da criança. O menino foi internado no Hospital Anchieta, em Taguatinga, após ser vítima de uma suposta queda. Servidores do hospital, no entanto, acionaram a polícia após constatarem que os ferimentos não eram compatíveis com os de uma queda. Miguel Estrêla morreu no hospital, na ultima semana.

Segundo a mãe da criança, Gabrielle Estrela, o padrasto permaneceu durante todo o tempo de internação do menino ao lado de sua família.Tarado-e-família-

Após sair da prisão, Lisboa divulga foto fazendo “L” com as mãos

Preso sob suspeita de envolvimento em esquema de agiotagem, na última terça-feira (19), o ex-prefeito de Bacabal, Raimundo Lisboa é liberado da prisão neste sábado (23).

Ao ser solto, Lisboa divulga foto dele com um grupo de pessoas, todos fazendo um sinal com as mãos representando um L que seria de Lisboa como o político é conhecido no meio.

lisboa

Será que Lisboa estava querendo “tirar onda”?

Saiba mais

O ex-prefeito do município de Bacabal, Raimundo Lisboa, foi preso na manhã da última terça-feira (19), na operação “El Berite”, que investiga crimes de agiotagem nos municípios do Maranhão e é comandada Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Raimundo Lisboa foi prefeito do município entre 2004 e 2012 e também foi ex-presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem).

Segundo o delegado-geral Augusto Barros, além do ex-prefeito, outras quatro pessoas foram presas, todas ligadas a prefeitura. Entre elas estão Manoel Moura Macedo, Francisco de Jesus Silva Soares, Ezequiel Farias e Aldo Araújo Brito, ex-presidente da comissão de licitação de Bacabal. Foi realizada, também, a prisão coercitiva de Maria do Carmo Xavier. Todos eles serão conduzidos para a Seic.

Entenda
As operações “El Berite”, “Morta Viva”, “Maharaja” e “Imperador”, são desdobramentos da “Operação Detonando”, realizada em 2012 após o assassinato do jornalista Décio Sá. Na época, a polícia descobriu que o que motivou o assassinato foi uma postagem, no “Blog do Décio”, referente à morte do agiota Fábio Brasil, no Piauí.