• 11 de Abril de 2015
  • 0

Polícia deve investigar uso de verba da Secom para atacar adversários do prefeito

O 1º Distrito Policial (DP), no Centro de São Luís, deve dá início a um procedimento preparatório para apurar supostas irregularidades no uso de dinheiro público da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) na produção de falsas noticias contra os adversários do prefeito Edivaldo Júnior em blogs alinhados à sua gestão, nas redes sociais e em emissoras de rádios.

Rose Sales pede investigação sobre boato

Rose Sales pede investigação sobre boato

Na última quinta-feira (09), a vereadora Rose Sales (PCdoB) registrou um Boletim de Ocorrência e pediu a abertura de investigação criminal para apurar a veiculação de notícia falsa sobre sua suposta participação numa reunião, ocorrida na última sexta-feira (03), com a presença da deputada federal Eliziane Gama e do vereador Fábio Câmara.

A parlamentar cobra que seja aberto um procedimento investigatório para apurar o caso porque não vai aceitar a tentativa de macular sua imagem de mulher pública em função de suas posições políticas de enfrentamento à administração de São Luís.

Boletim de Ocorrência cobra apuração sobre o caso

— Minhas manifestações são públicas e feitas da tribuna da Câmara Municipal. Nunca participei e sequer soube de reunião alguma desse tipo. Nem mesmo na época da gestão do ex-prefeito João Castelo eu me sujeitaria participar. Lamento o caos a que chegou a atual administração de São Luís e sei que esse episódio envolvendo o meu nome em reuniões clandestinas é o preço que pago pelo enfrentamento político que faço na Câmara — declarou Rose, ao registrar o BO.

QUEM? ONDE?
O vereador Fábio Câmara (PMDB) também reagiu em relação ao fato noticiado nos blogs. Nas redes sociais, o peemedebista acusou o prefeito Edivaldo Júnior de usar a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) para produzir falsas noticias contra os adversários do governo.

Fábio Câmara acusa prefeito de ‘plantar’ noticias contra adversários

— A verdade é uma só: não existiu nenhuma reunião. O que existe mesmo é uma estratégia do prefeito Edivaldo Júnior que usa a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) para atacar os adversários do governo. Eu nunca precisei me reunir com nenhuma autoridade para atacar Edivaldo Júnior. Faço isso de forma aberta e pública. Não sou homem de atacar por trás. Na semana passada, fiz um discurso na Câmara, aonde cheguei a pedir o impeachment do prefeito por entender que ele perdeu as condições de administrar. Fiz isso de forma pública, sem precisar me reunir com quem quer que seja — desabafou o peemedebista.

FARSA DESCOBERTA
Na manhã de hoje, o jornalista Marco D’Eça publicou em seu blog como descobriu a farsa. Segundo o jornalista, o perfil do Facebook utilizado para tentar desmoralizar a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e a vereadora Rose Sales (PCdoB), ambas adversárias do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), foi criado partir do site fakesmaniaweb.blogspot.com

O site, com imagens de fake disponíveis para qualquer bandido

De acordo com a publicação, a farsa teria sido montada na Secretaria Municipal de Comunicação e distribuída a blogs alinhados ao prefeito, na tentativa de gerar confusão em torno das duas parlamentares, que devem disputar a prefeitura contra Holandinha, em 2016.

No dia 6 de abril, blogs ligados à prefeitura divulgaram, em massa e com o mesmo teor, informação de uma tal “Marina Maranhão”, que revelou uma suposta reunião entre Eliziane, Rose Sales e o vereador Fábio Câmara, incluindo ainda os deputados Wellington do Curso (PPS) e Andrea Murad (PMDB). A reunião nunca existiu.

PERFIL EXCLUÍDO
Em seu perfil no Facebook, o vereador Fábio Câmara afirmou que, após a repercussão do caso, os autores da trama excluíram o falso perfil nas redes sociais. Ele afirmou, inclusive, que por se tratar de uma fraude com suposto uso do dinheiro público, pretende levar o caso à Polícia Federal.

Repercussão da farsa levou os autores da trama a excluírem o falso perfil nas redes sociais

Repercussão da farsa levou os autores da trama a excluírem o falso perfil nas redes sociais

— Hoje, depois que o jornalista Marco D’Eça publicou um post informando que o perfil era é falso, tentei acessar a página na internet às 17h30, mas o endereço estava indisponível. O caso reforça ainda mais a tese de que o prefeito Edivaldo Júnior estaria usando mesmo a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) para produzir falsas noticias contra os adversários do governo em blogs alinhados à sua gestão. Por se tratar de uma fraude com suposto uso do dinheiro público, pretendo levar o caso à Polícia Federal. Já estou de posse de alguns documentos que mostram os indícios do uso da maquina pública na farsa eleitoral — declarou o peemedebista.

Deixe o seu comentário