• 21 de Março de 2015
  • 0

População está sem telefone há 1 ano em Paço do Lumiar

Os moradores de pelo menos dois povoados de Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís, estão sem telefone fixo há mais de um ano. Segundo eles, o serviço foi interrompido depois que um caminhão derrubou a fiação de telefonia do local em março do ano passado.

Somente no povoado Tendal, vivem mais de 200 famílias. Cerca de 150 possuíam telefones fixos, mas as linhas estão todas desligadas. A população diz que solicitou o reparo do serviço à operadora de telefonia responsável, mas as solicitações nunca foram atendidas.

O microempresário Josias de Sousa se diz prejudicado. Mesmo com a interrupção do serviço, a operadora de telefonia nunca deixou de cobrar a taxa de consumo. Mensalmente, ele paga R$ 54,90. “Eu já liguei 1.226 vezes pra lá e eles todo dia prometem que vão mandar em 48 horas e já está com um ano. Todo mês eu pago. O que eu uso e o que eu não uso”, revela.

Capital
Na residência de uma família no Renascença I, em São Luís, o serviço foi interrompido no dia 2 de março deste ano pelo mesmo motivo. A fiação telefônica foi derrubada por um caminhão. Desde então, nada de sinal no aparelho fixo.

Com a internet interrompida, as crianças estão impedidas de realizar pesquisas escolares online e não há como utilizar os serviços bancários via web.

O proprietário João de Ribamar Neves conta que a companhia telefônica nunca atendeu aos apelos da família, que já somam 13 protocolos de atendimento. “O pior é que eles não dizem porquê não vieram, não especificam. E a gente tentando todo dia. Computador, telefone tão servindo de enfeite agora”, reclama Neves.

A falta de atenção aos usuários de telefonia em São Luís já gerou 669 reclamações ao Procon este ano. A operadora de telefonia Oi informou que vai verificar os problemas mostrados na reportagem. (Do G1 MA)

Deixe o seu comentário