Secretário Geraldo Castro deixa material escolar estragar em depósito

Materiais escolares e de limpeza foram desperdiçados no depósito da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no bairro do Outeiro da Cruz, em São Luís. A situação de descaso do poder público municipal, encontrada no local, foi constatada em uma inspeção realizada na manhã desta sexta-feira (17), pelo promotor de justiça de Defesa da Educação de São Luís, Paulo Silvestre Avelar Silva.

Foto: Johelton Gomes

Foto: Johelton Gomes

Durante a vistoria problemas de infraestrutura como infiltrações, paredes mofadas, chão deteriorado, buracos no teto e muita sujeira foram analisados pelo o representante do Ministério Público do Maranhão.

Para a presidente do Sindicato dos Profissionais do Magistério Público de São Luís (Sindeducação), Elizabeth Castelo Branco, que também esteve presente na inspeção, a negligência com o dinheiro público é ainda mais grave porque o material deveria ter sido entregue aos professores e alunos.”No ano passado, por exemplo, os docentes não receberam o diário de classe. O material que deveria ser utilizado para registrar a frequência dos estudantes e o conteúdo das aulas está aqui, estragando nesse galpão”, desabafa a presidente.

O representante do MP-MA encontrou ainda carteiras, mesas, copos, cartolinas, lápis, massas de modelar, cadernos de desenho, dicionários, fichas de matrícula, colas, itens de higiene, diários de classe, além de veículos em péssimo estado de conservação ou totalmente estragados.

Após a inspeção, o promotor de justiça Paulo Avelar anunciou a instauração de um procedimento investigatório a fim de ouvir todos os responsáveis pelo depósito. A equipe do G1 entrou em contato com a Assessoria da Prefeitura de São Luís. A Semed afirma que o material é distribuído  regularmente às escolas da rede municipal. Confira abaixo a nota na íntegra.

Fonte: G1 Maranhão

1 comentário

  • luis

    23 de Abril de 2015 12:56:49

    esse secretário é mentiroso. não recebemos diários o ano todo. E mais; toda vez que vai haver uma fiscalização nas escolas ou nesse caso, no depósito eles se apresdsam para fazer uma maquiagem para tentar enganar a fiscalização. Só nesse ano a prefeitura já recebeu aproximadamente 100.000.000,00 (cem milhões) e nada faz. E esse MP que nada faz! já eram para estarem presos

Deixe o seu comentário