• 12 de Março de 2015
  • 0

Pescador de Anajatuba acumula patrimônio de R$ 118 mil reais

Fernando da Colônia, virou o “Rei dos Pescadores”

O vereador Luís Fernando Soares Mendes, o Fernando da Colônia (PSL) pode entrar na mira de uma operação do MPF e da PF  que investiga esquema no “Seguro-Defeso”, assistência financeira temporária concedida ao pescador profissional que exerça sua atividade de forma artesanal.

Suspeito de enriquecimento ilícito, Fernando da Colônia, antes de ser tornar vereador, já havia acumulado imóveis, que juntos são avaliados em R$ 118 mil.

O vereador Fernando da Colônia, o “Rei dos Pescadores”, tem parentesco com a presidente da Colônia de Pescadores Z 31 de Anajatuba, Maria Lucilandia dos Santos Mendes, a ‘pescadora’ que fez sucesso nas redes sociais ao ostentar sua Hilux.

As suspeitas ficaram mais evidentes quando Fernando registrou sua candidatura a vereador nas eleições de 2012. Segundo o blog apurou, o ‘vereador-pescador’ teria parentesco com a presidente da Colônia de Pescadores Z 31 de Anajatuba, Maria Lucilandia dos Santos Mendes, aquela que faz sucesso nas redes sociais ao ostentar sua Hilux, na foto acima.

Pescadores de Anajatuba são apaixonados por Hilux

Pescadores de Anajatuba são apaixonados por Hilux

Na declaração de bens [acima] apresentada à Justiça Eleitoral, além de se declarar ‘pescador’, Fernando da Colônia afirmou possuir em seu nome um patrimônio que faz inveja, inclusive, ao presidente da Câmara de Anajatuba, Manoel de Jesus Martins Rodrigues, o Neco (PSD), que mesmo com vários mandatos de vereador conseguiu um patrimônio de apenas R$ 50 mil.

Nem o presidente da Câmara com vários mandatos de vereador acumulou patrimônio semelhante ao do colega ‘pescador’

Nem o presidente da Câmara com vários mandatos de vereador acumulou patrimônio semelhante ao do colega ‘pescador’

O Seguro-Defeso é um benefício serve para os pescadores que trabalham individualmente ou em regime de economia familiar, ainda que com o auxílio eventual de parceiros, e que esteja com suas atividades paralisadas no período de defeso.

O pescador recebe o número de parcelas equivalente aos meses de duração do defeso, conforme portaria fixada pelo IBAMA. O valor de cada parcela é de um salário mínimo.

Para acumular o patrimônio de R$ 118 mil, Fernando da Colônia teria de receber o beneficio equivalente a 75 anos. A quantidade de bens em seu nome rendeu-lhe o apelido de “Rei dos Pescadores”.

No ano em que disputou as eleições, Fernando da Colônia, o “Rei dos Pescadores” de Anajatuba, recebeu quatro parcelas do seguro-defeso que somou R$ 2.488,00

No ano em que disputou as eleições, Fernando da Colônia, o “Rei dos Pescadores” de Anajatuba, recebeu quatro parcelas do seguro-defeso que somou R$ 2.488,00

Por exercer o mandato de vereador, atualmente, Fernando não recebe o seguro da pesca. No entanto, o blog apura se o “Rei dos Pescadores” estaria recebendo o beneficio usando outro nome/ou em nome de terceiro. Aguardem!

Deixe o seu comentário